Lokotopia - LivroCast 007 – Os Romances de Nicholas Sparks

LivroCast 007 – Os Romances de Nicholas Sparks

LivroCast 007 - Podcast sobre Os Romances de Nicholas Sparks

Sejam todos muito bem-vindos ao sétimo LivroCast. No podcast de hoje, Marcelo Zaniolo (@celo_zaniolo) falará sobre o autor Nicholas Sparks, sem dúvida um dos maiores expoentes da literatura romântica.

No LivroCast 007: Quem é Nicholas Sparks, por que ele começou a escrever, de onde vêm as suas ideias, qual a diferença entre seus livros e filmes e muito mais.

Tempo de Duração:  34:46 minutos.

Comentados no Programa

Compre os Livros Comentados no Episódio de Hoje

Críticas, Sugestões e Dúvidas

Lokotopia no Facebook:

LivroCast no Facebook:

Outros Links:

Informações sobre o Episódio

Aperte o play logo abaixo para ouvir o LivroCast ou clique com o botão direito em download e escolha a opção “Salvar Destino Como” para baixá-lo em seu computador.

Autor:

Publicitário e administrador por formação, viciado em livros e um músico mal-compreendido pelos amigos. Responsável pela sessão literária do Lokotopia e pelo LivroCast. Tenta ser sempre eclético e levar todos ao fantástico mundo da literatura. Twitter, Facebook e Google+.

aba-share
aba-comentarios
  • Pingback: LivroCast - Apresentação - Lokotopia

  • Pingback: Julgando Pela Capa - Querido John - Lokotopia

  • Pingback: Julgando Pela Capa - A Última Música - Lokotopia

  • Laís Seus

    Laís Seus, 17 anos, estudante de eletrônica, Pelotas/RS.

    Aiai, comentário complicado de escrever. Nicholas Sparks passou de um escritor que eu gostava para um que eu comecei a odiar. Conheci o trabalho dele através do filme “A Última Música”, já que quando vi gostei bastante, o que me motivou a ler o livro para saber mais sobre a história. Para a minha surpresa, ao terminar o livro, percebi que tinha gostado mais do filme. Mas ok, depois descobri que também foi ele que escreveu o roteiro do filme, e que terminou ele antes mesmo de ter terminado o livro. Achei que fosse um problema específico daquela obra, que talvez ele tivesse se dedicado mais ao roteiro do filme ou algo assim.

    O segundo livro que li dele foi “Querido John”, e apesar de ter alguns problemas com algumas partes da história, gostei bastante. Afinal, eu adoro romances. Mas não consegui sentir a mesma “magia” que senti ao ler “A Última Música”. Senti como se estivesse lendo a mesma história, mas com personagens e cenários diferentes.

    A gota d’água pra mim foi “Diário de uma Paixão”, o primeiro(eu acho) e um dos mais famosos livros dele. De novo senti como se lesse a mesma história. Ou seja, depois de ler 3 livros dele resolvi que eu não iria dar mais uma chance pra ver se a fórmula dos livros dele finalmente ia mudar pra algo que me motivasse mais. Mas não foi isso que me fez começar a “odiar” o trabalho dele. Assim como gosto de romances, também gosto de finais felizes. E esse é o meu maior problema com o autor. Percebi, depois de ler o terceiro livro, que ele ganha dinheiro em cima de desgraças. Poxa, um câncer ou uma doença terminal é algo que arruína diversas famílias ao redor do mundo, e ele usa isso pra ganhar a vida. E não é só uma vez. Ele faz isso em todos os livros.

    E assim termina o comentário mais longo que eu já fiz em algum cast(e que provavelmente eu nunca vá superar). Prometo que os próximos não serão tão cheios de ódio rs
    Abraços!

    • LivroCast

      Imagina, Laís! Escreva o quanto quiser.
      Prometo que sempre serás lida e respondida. E, quem sabe, até mesmo mencionada no JPC Cast! Haha… Que tal? o/
      Quanto ao seu comentário, achei curioso teres passado justamente pela situação contrária a minha. Eu gostei bem mais de “Querido John” do que da “A Última Música”, mas confesso que não teria lido esse segundo se não tivesse comprado os dois livros numa “tacada” só. Como você falou, ele tem a formula dele de escrever. Quanto está tudo bem, alguém morre. Além de todas as suas histórias terem personagens muito parecidos e a mesma cidade como fundo. Acho que é por isso que ele desperta esse amor e ódio em todos: ao mesmo tempo que é uma excelente primeira leitura, passa a ser uma desilusão a partir daí. Não dei e provavelmente não darei outras oportunidades a ele, apesar de achar muito válida a menção ao seu nome.

      Fiquei aqui pensando agora que autor que não tem sua fórmula, mas acho que todos têm. O problema dele é a repetição quase que literal de toda a linha narrativa. Enfim! Hehe… Mais uma vez obrigado por seu comentário e espero te ver aqui mais e mais vezes! o/

  • Pingback: CabulosoCast #48 – Nostalgia: Animes da TV | LEITOR CABULOSO

  • Pingback: Resenha - Querido John - Lokotopia

  • Pingback: JPC Cast 002 - Charlotte Street e Bruxos e Bruxas - Lokotopia