Resenha – Trem Noturno para Lisboa

resenha, livro, trem noturno para lisboa, autor, pascal mercier

Trem Noturno para Lisboa, de Pascal Mercier (pseudônimo de Peter Bieri), é um livro que em muito me lembra uma de minhas obras favoritas: A Sombra do Vento. Se me recordo bem, inclusive, foi justamente por esse motivo que resolvi comprá-lo.

E não me arrependo.

Assim como o bestseller de Carlos Ruiz Zafón, este é um romance muito bem escrito, que passeia por uma cidade europeia repleta de histórias e que narra com perfeição a busca pelo autoconhecimento. Entretanto, a obra de Pascal apresenta um conteúdo bem mais denso, reflexivo e filosófico, que muito me agradou principalmente pelos temas propostos.

O presente é feito de passado, e rememorar a vida de alguém é também uma forma de crescimento.

Assim, através dos olhos e pensamentos de Gregorius, o protagonista do enredo, pode-se conhecer mais sobre o ser humano, sobre suas verdades, imagem e estima. E é com à ajuda de um cenário muito bem desenvolvido e construído que tudo isso ganha “vida”, em um misto de alegrias, tristezas, dores e aprendizado.

É um livro excelente e que possuí como um de seus maiores trunfos, ao meu ver, o seu final. Tal qual deve ser o desfecho em livros desse tipo, o autor deixa margem para interpretações e devaneios, o que deve provar o amadurecimento de seu personagem durante a leitura.

Bem como do próprio leitor.

Então, boa leitura e boas reflexões.

Autor:

Publicitário e administrador por formação, viciado em livros e um músico mal-compreendido pelos amigos. Responsável pela sessão literária do Lokotopia e pelo LivroCast. Tenta ser sempre eclético e levar todos ao fantástico mundo da literatura. Twitter, Facebook e Google+.

aba-share
aba-comentarios
  • Anderson Messias

    Poxa se o livro te lembrou de Zafón. Acredito que realmente vale apena ser lido. Acho que esse também vai para minha lista de desejos de compra. Abracos

    • LivroCast

      Ele lembra sim, mas deixa eu explicar. Falo isso porque a premissa desse livro é muito próxima a do “A Sombra do Vento”, sabe? De ir atrás da vida de um autor e etc. É outra história MUITO boa, mas bem mais densa e filosófica. Acho que, mesmo assim, vale a pena ir atrás. Novamente, grande abraço! o/

      • Anderson Messias

        Sim legal, mas cara não achei em nenhuma loja para comprar estranho isso.

        • LivroCast

          No Brasil eu sei onde tem, agora fora… E não costumo usar a Amazon. Dá uma tentada quando vier pra cá. Pode ser que tu ache com maior facilidade! o/